Imprès des de Indymedia Barcelona : http://barcelona.indymedia.org/
Independent Media Center
Notícies :: globalització neoliberal
TESES SOBRE PROUDHON
10 mai 2004
TESES SOBRE PROUDHON
TESES SOBRE PROUDHON

Apresentamos a Actualização de Maio do site http://www.franciscotrindade.com
Com a introdução de um novo texto intitulado
TESES SOBRE PROUDHON

Procurar pelo link Novidades    
Segue-se excerto do texto que pode ser lido na íntegra em http://www.franciscotrindade.com.
Responsável técnico máximo, como de costume
José Carlos Fortuna.

O capitalismo domina majestaticamente as nossas vidas a todos os níveis, e esse é sem dúvida, um dos principais aspectos caracterizadores deste final de século vinte. As possibilidades de regressar ao que surge hoje como uma idade de ouro desapareceram e o capitalismo regressou de certa maneira ao seu modo de funcionamento natural, caracterizado pelas desigualdades, a desordem, a insegurança social, as guerras, a fome e o desinteresse em relação ao ambiente. Mas esse passo atrás faz-se a partir de conquistas sociais e de potencialidades tecnológicas qualitativamente diferentes em relação a todas as épocas anteriores. Hoje, seria possível assegurar a cada um condições de existência correctas, e é por essa razão que a estabilização do capitalismo na base do seu funcionamento actual é impossível.
Neste contexto, não é absurdo considerar a prazo a retoma de um movimento social que poderia beneficiar das condições tanto conjunturais como estruturais que se podem prever para os próximos tempos. Tendo em conta a persistência das falhas de fundo do sistema, cujos limites os trabalhadores têm experimentado, e que mesmo os governos acabam por reconhecer como tais, encontramo-nos de certa maneira numa situação de tábua rasa, em que as ilusões em parte desapareceram, e em que se torna possível avançar com exigências opostas às do sistema económico dominante. Deste ponto de vista, pode dizer-se que estão reunidas as condições para o movimento social passar, pelo menos em certos sectores, de uma atitude de defesa, mitigada por certa desmoralização, à afirmação positiva de reivindicações e de exigências dirigidas ao sistema e ao seu modo de funcionamento.


Saudações proudhonianas
Até breve
Francisco Trindade

This work is in the public domain

Comentaris

Re: TESES SOBRE PROUDHON
10 mai 2004
Em cagu amb els prudunmaniatics. En el pop art basat en la repetició minimalista.
Estan convertint a prudon en una mascota, en un anunci cultural fashion o qui sap; potser qui ho fa està experimentant la reacció de la gent. Potser jo ara mateix soc el seu conillet d'indies. Per que sino es aixi no entenc que coll volen aquests que sempre estant penjant a Proudhon.

Fetichisme?
Aneurisme?
nostalgiafilia?
masoquisme?

Pse
Sindicat