Imprès des de Indymedia Barcelona : http://barcelona.indymedia.org/
Independent Media Center
Notícies :: globalització neoliberal
FILOSOFIA DA MISÉRIA, MISÉRIA DA FILOSOFIA
11 set 2003
FILOSOFIA DA MISÉRIA, MISÉRIA DA FILOSOFIA
FILOSOFIA DA MISÉRIA, MISÉRIA DA FILOSOFIA


Sem pretender retomar a já longa história das relações complexas entre Proudhon e Marx, queria centrar a nossa atenção sobre a polêmica que se desenrolou em 1846-1847, e que deu lugar ao livro de Marx Miséria da Filosofia, respondendo à obra de Proudhon: Sistema das Contradições Econômicas ou Filosofia da Miséria.
Relembremos rapidamente as circunstâncias e algumas datas.
Proudhon era nove anos mais velho que Marx e, desde 1840, tinha adquirido um grande prestígio no debate político e no movimento de crítica social enquanto que Marx era ainda, nesta época, estudante, depois jornalista de inspiração liberal.
Deste modo, logo que Marx chega a Paris em novembro
de 1844, encontra em Proudhon um líder socialista reconhecido, e as numerosas noitadas que passa com ele são contemporâneas da sua rápida evolução ao encontro das posições socialistas e comunistas. A troca de cartas entre eles, em maio de 1846, situa-se neste diálogo: Marx propõe a Proudhon estabelecer uma correspondência confidencial entre líderes intelectuais; Proudhon responde exprimindo as suas reservas a respeito de um tal projeto e anuncia a Marx que prepara uma grande obra crítica: será o Sistema das Contradições Econômicas, que será publicado em outubro de 1846. A partir da recepção deste livro, Marx empreende a refutação polêmica sob o título irônico de Miséria da Filosofia, que será publicado em julho de 1847.
Todos estes fatos são bem conhecidos, e podemos encontrar uma boa exposição no livro de Pierre Haubtmann: Proudhon, Marx et la pensée allemande.
2 Do mesmo modo são bem conhecidos os poucos textos de Proudhon que dizem respeito às suas relações com Marx e as páginas bastante numerosas de Marx sobre Proudhon, que vão desde os juízos de admiração dos anos de 1842 até aos textos constantemente críticos após 1847.
Não irei retomar a totalidade deste grande dossiê que é rico em múltiplas implicações pessoais, sociais, científicas, políticas. Queria apenas reter o momento desta ruptura, e retomar a leitura paralela destes dois textos: Sistema da Contradições Econômicas e Miséria da Filosofia para tentar compreender melhor algumas dimensões essenciais deste diálogo entre Proudhon e Marx, e a sua interrupção.
Estamos perante dois textos, ou melhor, três.
Com efeito, possuímos as anotações feitas por Proudhon
à margem do seu exemplar da obra de Marx.
E estas reações, apesar de rápidas e pouco desenvolvidas, são extremamente ricas de ensinamentos.


Apresentamos a Actualização de Setembro do site
http://www.franciscotrindade.com
Com a introdução de um novo texto intitulado
FILOSOFIA DA MISÉRIA, MISÉRIA DA FILOSOFIA
Procurar pelo link Novidades    
Segue-se excerto do texto que pode ser lido na íntegra em http://www.franciscotrindade.com.
Responsável técnico máximo, como de costume
José Carlos Fortuna.
Saudações proudhonianas
Até breve
Francisco Trindade
Sindicat