Imprès des de Indymedia Barcelona : http://barcelona.indymedia.org/
Independent Media Center
Calendari
«Novembre»
Dll Dm Dc Dj Dv Ds Dg
        01 02 03
04 05 06 07 08 09 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

No hi ha accions per a avui

afegeix una acció


Media Centers
This site
made manifest by
dadaIMC software

Envia per correu-e aquest* %sArticle
Notícies :: especulació i okupació
Ficamos e ficaremos... porque haverá sempre a fúria!
26 mai 2007
Vencendo o medo, o silêncio, a hipocrisia, o dinheiro, a prefeitura. O Espaço Autogerido "Les Tanneries", resiste, vence e segue sua aventura.
SOLIDARIEDADE COM OS ESPAÇOS AUTO-GESTIONADOS DE BARCELONA!
177827.jpg
177817.jpg
brussels-graffiti11.jpg
Foram meses de uma luta permanente contra a prefeitura de Dijon,administrada pelo Partido Socialista, que queria, de mãos dadas com o capital, construir no local um mega-projecto de um centro médico privado.
Mas não conseguiram expulsar os "Les Tanneries". Leia abaixo um comunicado divulgado pelos "Les Tanneries"*

COMUNICADO

Depois da manifestação de 19 de maio e da ocupação da praça de Ducs, o Espaço Autogerido "Les Tanneries" vem relatar uma vitória na obtenção de séria garantia de poder permanecer até o mês de junho de 2010 em seu local.

Convidamos todos a virem festejar esta vitória nos dias 9 e 10 de junho.
Entendemos que, após dois novos meses de luta, que as ocupações do Conselho Municipal e da Secretaria de Saúde, a presença nos comícios eleitorais, as centenas de e-mails e de telefonemas recebidos pela prefeitura, as conversas com diversos atores do projeto de urbanismo, os cartazes por toda a cidade, as numerosas cartas de apoio de coletivos e associações, as ações de solidariedade internacionais em Berlim, Barcelona ou Copenhague, a
>ocupação das árvores em frente a prefeitura não foram em vão. Foi exatamente esta mobilização massiva de estratégias múltiplas que nos permitiram ganhar novamente uma relativa tranquilidade.
Esta luta também nos demonstrou a que ponto os projetos que ameaçam os precioso espaços devem ser revelados e combatidos o mais rápido possível para podermos nos opor a eles. Hoje, obtivemos uma vitória, certamente temporária, mas que prova, e é primordial, que as relações de força e acções directas podem sempre alcançar seu objetivo e se fazer entender. Isto reforça nossa confiança em nossa capacidade de lutar novamente, com vocês,no dia em que o futuro dos "Les Tanneries" for novamente ameaçado.
Não teríamos feito nada sem o apoio de todas aquelas e aqueles para os quais os "Les Tanneries" são importantes e que se deslocaram até Dijon ou centenas de quilômetros. Nossos pensamentos vão sobretudo aos outros espaços autônomos atualmente ameaçados, dos squats barceloneses à RigaerstraÃe e ao Köpi em Berlim, passando pelo KTS em Freiburgo ou Ifanet em Tessalônica, sem esquecer os ex-ocupantes de Ungdomshuset em Copenhague.
à a eles que queremos agora endereçar nossa solidariedade. Os dias que vêm não se anunciam fáceis, então aproveitemos a trégua acordada aqui para
multiplicar solidariedades e subversões.

Ficamos e ficaremos... porque haverá sempre a fúria!

Coletivo do Espaço Autogerido "Les Tanneries"*



* O que é o âLes Tanneriesâ?

à um lugar autônomo, aberto em 1987, que realiza, entre outras coisas,atividades culturais, sociais e políticas. à um espaço que conta com uma sala de espetáculo, um coletivo de moradia, um espaço de computação popular, de desenvolvimento do software livre e de manutenção de servidores independentes. Conta também com zonas de gratuidades, um curso mecânico e de recuperação de bicicletas, uma sala de teatro e de serigrafia, uma sala de reuniões, uma horta, um centro de difusão e de criação de imprensa alternativa, um centro de ajuda jurídica e prática destinada a pessoas sem direitos e documentos, uma biblioteca, oficinas de autoconstrução ecológica.
A estes espaços chegam e participam dezenas de associações, de coletivos,de redes locais e internacionais que organizam distintos eventos, como:
concertos, eventos culturais, ações, oficinas, intercâmbios de experiências, reuniões, entre outros projetos.
Com a finalidade de garantir sua liberdade, este espaço sempre funcionou sem subvenções e sem assalariados.
âNós mesmos queremos construir e mudar nossas vidas, aqui e agora e não esperar a chegada da revoluçãoâ?, conta âLes Tanneriesâ?.
O projeto de vida dos âLes Tanneriesâ?, não é considerado como uma alternativa ingênua que se constrói paralelamente sem molestar e agitar o poder: uma espécie de zoológico folclórico que pretende existir dentro da lógica democrática dos poderosos.
âSe nós existimos e estamos aqui, é para mudar a sociedade e lutar! Ao contrário da norma cínica do mundo político â mediático, não deixaremos de lutar para evidenciar e comprovar que é possível por em duvida a lógica capitalistaâ?, explicam âLes Tanneriesâ?.
O espaço dos âLes Tanneriesâ?, como todos aqueles lugares construídos contra as normas que os circundam, constitui um espaço único, fruto de sonhos, de cumplicidades, de encontros, da luta combativa de muita gente.
A sua história é a de várias gerações, suas paredes refletem a alegria, o nojo, o ódio e a paixão, as aventuras e emoções...

Fotografias aqui:
http://de.indymedia.org/2007/05/177899.shtml
agência de notícias anarquistas-ana
______________________________________________
Anarqlat mailing list
Anarqlat ARROBA ucv.ve
Mira també:
http://galiza.indymedia.org/gz/2007/05/11146.shtml
http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2007/05/383212.shtml

This work is in the public domain

Ja no es poden afegir comentaris en aquest article.
Ya no se pueden añadir comentarios a este artículo.
Comments can not be added to this article any more