Imprès des de Indymedia Barcelona : http://barcelona.indymedia.org/
Independent Media Center
Notícies :: globalització neoliberal
Porque é importante saber
26 nov 2005
Porque é importante saber
Porque é importante saber

www.franciscotrindade.blogspot.com







Ao fim de cinco anos (6-11-2000) e a caminho das duzentas mil visitas o site anarquista de tendência proudhoniana www.franciscotrindade.com acabou mesmo de fechar!

Na sequência da anterior informação prestada com o título âPara quem quiser Saberâ? o que era previsível acabou mesmo por acontecer!

No dia 12 de Novembro e no texto que inaugurou o blog www.franciscotrindade.blogspot.com explicava objectivamente o que tinha acontecido...

âO que aconteceu foi o seguinte: Quando foi feito o site www.franciscotrindade.com por decisão do amigo e webmaster José Carlos ficou alojado na KPNQWEST Portugal porque na altura (ano de 2000) era uma empresa que dava garantias de qualidade em termos de permanência do serviço. Em cinco anos muito se alterou no panorama internet mas a verdade é que na altura o que eu queria era alguém que alojando o site não tivesse problemas técnicos de modo que o site com alguma segurança estivesse em permanência "no ar".

Há um ano e pouco a KPNQWEST Portugal foi comprada pela NOVIS (www.novis.pt) e os clientes duma passaram para a mão da outra. Como o preço permaneceu inalterável e o serviço se manteve achei por bem continuar no mesmo sítio.

Com o passar do tempo apercebi-me que os preços de alojamento de sites foram baixando significativamente. A partir de certo tempo e como o valor do alojamento do site permanecia inalterado começamos a procurar alternativas de alojamento. Quando as encontramos começaram os problemas com a Novis. Durante um mês procuramos obter as passwords e os registars que nos desse a possibilidade de direccionar o site para outro servidor. A Novis nunca disse que não o faria mas foi protelando esse fornecimento. A Novis sabe que não pode dizer que não, tendo em conta que o owner do domínio www.franciscotrindade.com sou eu e que está pago até Outubro de 2006 mas tem a possibilidade de não fornecer as passwords se for essa a sua vontade. E é essa a sua forte disposição. Daí que por imperativo ético não posso continuar a estar vinculado a uma empresa que me tenta sacanear e que me quer obrigar a continuar a ser seu cliente para que o site continue no ar. Daí que tenha quebrado o contrato com a Novis no dia 31 de Outubro e portanto a qualquer momento o site pode ficar em baixo.â?

E foi isso mesmo que aconteceu!

O importante é partir para outra e não repetir a mesma situação para que algo de

semelhante não volte a acontecer.

Também Proudhon nos anos 40, que foram os anos de grande actividade jornalística criou o jornal "O Representante do Povo" que foi substituído pelo "O Povo" e finalmente quando este também teve que fechar pelo "A Voz do Povo" até que foi preso... Estou ainda longe dessa fase, eh eh eh ...

Por isso o que os leitores encontram agora não é um site mas sim um blog, o www.franciscotrindade.blogspot.com.

O blog permite, apesar de tudo, uma outra liberdade em termos políticos e económicos, mas limita mais em termos de apresentação...Como diria o outro não se pode ter tudo...

O blog já contém todos os textos que estavam no site à data do seu fecho, à excepção da poesia e dos materiais escolares. Ficam a perder os estudantes e os amantes da poesia.

Contactou-se o Instituto do Consumidor que não funciona a não ser a recepção com o respectivo segurança, que se limita a proteger o que não funciona...

Contactou-se a Deco sem sucesso mas como instituto privado sem qualquer poder deliberatório, aliás como o próprio Instituto do Consumidor (diga-se de passagem que as instituições do capitalismo não são de fiar...) nos encontramos sempre, mas mesmo sempre, nas boas graças e na boa vontade do poder dominante que se encontra do lado da empresa, a asquerosa, a dissimulada, a falsa, a Novis!

O que podemos assegurar é que com site, blog ou o que quer que seja, vamos continuar!...

âI´ll be back!â?? Não, já cá estamos!

This work is in the public domain
Sindicat