Imprès des de Indymedia Barcelona : http://barcelona.indymedia.org/
Independent Media Center
Notícies :: educació i societat
Como diminuir o défice do Estado sem aumentar impostos
05 set 2005
Como diminuir o défice do Estado sem aumentar impostos
Como diminuir o défice do Estado sem aumentar impostos



Apresentamos a segunda actualização de Julho do site http://www.franciscotrindade.com

Com a introdução de um novo texto intitulado



Como diminuir o défice do Estado sem aumentar impostos



Esta pausa demasiado extensa deveu-se a afazeres inadiáveis do nosso Webmaster José Carlos Fortuna.

Agora com tudo resolvido cá estamos de novo com novidades.

Os textos de Agosto, se possível, serão colocados durante este mês.



Procurar pelo link Novidades

Segue-se excerto do texto que pode ser lido na íntegra em http://www.franciscotrindade.com

Responsável técnico máximo, como de costume

José Carlos Fortuna.



Na análise da situação podemos ir por dois caminhos diferentes mas não necessariamente opostos. Trata-se do mesmo país que tem um défice de 5.600 milhões de euros em 2005 e que no entanto calcula que a fraude e as fugas fiscais se situam na ordem dos 11,4 mil milhões de euros…por ano. O problema do défice ficava logo resolvido. É claro que a questão não é assim tão fácil, até porque não é um problema de dinheiro mas é mais de poder. Poder que gere dinheiro…

Nos tribunais existem 3 milhões de processos por resolver, devido a evasão e fraude fiscais que correspondem a 15 mil milhões de euros. Na segurança social há uma dívida por cobrar de cerca de 2,4 mil milhões de euros. As empresas cotadas na bolsa, que usufruem de inúmeros benefícios fiscais, em 2004 aumentaram os seus lucros em 47%. Os bancos que duplicaram os lucros em suposta época recessiva só pagam 15% de imposto enquanto que as outras empresas pagam 25%.



Saudações proudhonianas

Até breve

Francisco Trindade

This work is in the public domain

Comentaris

Re: Como diminuir o défice do Estado sem aumentar impostos
06 set 2005
Mientras el Estado siga en manos de la burguesía, todas estas disquisiciones reformistas no son más que nuevas modalidades de fraude y burdo maquillaje del capital. Lo que podemos hacer si queremos un cambio real es promover la superación del Estado burgués por la vía de la transformación económica al socialismo y por la vía política libertaria.

Las hienas capitalistas más astutas financian a los voceros del reformismo para proteger sus privilegios e intentar impedir la transformación social.
Sindicat