Imprès des de Indymedia Barcelona : http://barcelona.indymedia.org/
Independent Media Center
Calendari
«Agost»
Dll Dm Dc Dj Dv Ds Dg
      01 02 03 04
05 06 07 08 09 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  

No hi ha accions per a avui

afegeix una acció


Media Centers
This site
made manifest by
dadaIMC software

Veure comentaris | Envia per correu-e aquest* Article
Notícies :: antifeixisme
Três livros de Francisco Trindade
29 ago 2004
Três livros de Francisco Trindade
Três livros de Francisco Trindade


A ESTRUTURA DO TÃ?TULO
A APOLOGIA DE PROUDHON
PROUDHON O ETERNO RETORNO


3 obras de Francisco Trindade distribuídas exclusivamente em formato digital através do site

http://www.franciscotrindade.com/



Se estiver interessado em adquirir alguma destas obras terá que preencher um formulário (que se encontra em http://www.franciscotrindade.com)
indicando nome ou alcunha e o mais importante, o motivo ou as razões que o levam a pedir uma cópia do livro.
Preço de cada uma das obras: 0 euros.


A ESTRUTURA DO TÃ?TULO
A APOLOGIA DE PROUDHON
PROUDHON O ETERNO RETORNO


Lançamento exclusivo em formato digital sem intermediários entre o autor e o leitor e sem o empecilho do papel moeda a ditar quaisquer tipos de impedimentos.
Lixe-se os direitos de autor. Copyfree.
http://www.franciscotrindade.com/




A ESTRUTURA DO TÃ?TULO


O federalismo é sempre a aposta duma unidade na manutenção da maior diversidade possível. à portanto neste sentido, a recusa dum âsuper-Estadoâ? europeu. à evidente que, em Proudhon, encontramos um grande cuidado de respeitar a diversidade individual: as diferenças resultam da liberdade individual. Mas o seu racionalismo tende simultaneamente a minimizar ou a considerar como arcaicos os conflitos políticos saídos das diferentes culturas (âas guerras de religiãoâ?). O seu racionalismo toma precisamente apoio sobre a evidência racional da interdependência económica. Para ele, as antigas divisões políticas entre os homens não são mais que diversidades. Como e porquê a mutualidade chega a operar uma tal transformação?


A APOLOGIA DE PROUDHON

Esquecido mas sempre actual, P.-J. Proudhon permanece como um dos pilares fundamentais para uma integral compreensão do século XIX e uma via para uma reorganização da vida societária.
Toda a minha investigação foi realizada a partir de meados dos anos 80 e tem tido como objectivo principal mostrar as virtualidades e a actualidade sempre presente do proudhonismo não somente, enquanto sistema de ultrapassagem das soberanias, mas como princípio geral de organização da sociedade.
Verifica-se que os ensaios presentes são sintéticos embora densos nas suas implicações. Trata-se duma opção deliberada do autor, tendo em conta uma tradição próxima de nós, o repelir consciente e crítico por todas as formas de discurso sofístico e retórico.

   

PROUDHON O ETERNO RETORNO

Proudhon permanece um dos raros pensadores socialistas que podemos reler sem rir, ou sem chorar.
No socialismo, o proudhonismo ficou como o testemunho de questões que o marxismo não soube e não quis tratar de maneira satisfatória.
Eis porque o destino póstumo da sua obra ultrapassa largamente a aventura do socialismo no século XX. Enquanto que Marx arrisca esgotar-se nesta aventura, a antropologia política de Proudhon surge praticamente intacta das ruínas fumegantes do comunismo.
O substrato do seu pensamento â o anti autoritarismo, a autonomia, a soberania do direito â nunca pareceu tão actual. Eis porque os retornos periódicos a Proudhon, à cadência dum por geração (1875, 1900,1920, 1940,1968, etc), inscrevem-se no interior duma espécie de evidência histórica, como o modo de filosofia emanente não só do mundo operário, mas do mundo assalariado.


http://www.franciscotrindade.com.
Responsável técnico máximo, como de costume
José Carlos Fortuna.

Saudações proudhonianas
Francisco Trindade

This work is in the public domain

Comentaris

Re: Três livros de Francisco Trindade
30 ago 2004
vendo, vendo, vendo...
jo no compro

Ja no es poden afegir comentaris en aquest article.
Ya no se pueden añadir comentarios a este artículo.
Comments can not be added to this article any more

Sindicat